SPFW- O Farol da Moda

O evento fashion de São Paulo
Apoiado por um banco europeu e outras empresas   e pelo Sebrae, o SPFW desfilou um punhado de novos estilistas.Muitos deles não tem endereço real,trabalham pela internet,pelo Facebook ou Instagram...As marcas mais tradicionais com rede de distribuição efetiva não compareceram na edição 46,que apresentou uma mescla de inverno e verão......Outubro é um pouco cedo para lojistas verem o inverno ,mas ele apareceu em várias coleções.....
Quem trabalha com rede de lojas multi-marcas,apresentou o inverno,prevendo compras antecipadas.Quem tem lojas próprias apresentou um verão,mesclado com inverno.....Blazers de inverno em cima de vestidos de verão,para falar a linguagem das duas estações.
Parece que cada vez mais,o evento,que atrai agora o consumidor ,quer discutir temas sociais,como a sutentabilidade,a pluralidade e o amadurecimento político.Foram muito aplaudidas apresentações teatrais e envolvidas do aspecto polêmico e no momento social,que aconteceram no evento.....
O Projeto Estufa trouxe uma pleiade de novos estilistas apresentando bons trabalhos,mas que são totalmente descomprometidos com o marketing e a distribuição.Estão ali para aparecer e valorizar a imagem,mas não tem respaldo como empresas estabelecidas no mercado.
As marcas mais comprometidas com  o comercial apresentaram temas similares:o urban cowboy,o western,peles e bichos,chapéus de feltro e muito couro.As franjas também aparecem em quase todas as coleções,como tendência que estava presente nos desfiles de Nova York e em Milão.
Como "farol da moda",a Semana de São Paulo cumpre sua missão: apresentar caras novas no mercado e promover atividades fashion paralelas,como feiras,show rooms e fashion talks,que ocorreram paralelamente ao evento.....
E agora também atrair o consumidor fashion que pode pagar ingresso para entrar no evento.
Diaulas Novaes,o editor

Compartilhar


Fotos